HOME CARE HISTORIA E SIGNIFICADO | Home Seniors Cuidadores de Idosos

Home Care vem dos EUA onde a palavra “Home” que dizer “lar”, e a palavra “Care” quer dizer “cuidados”. Então, a expressão americana, "Home Care" designa: "cuidados no lar".
No Brasil, o termo Home Care foi adotado, erroneamente muitas vezes como sinônimo de inúmeros serviços oferecidos por uma empresa de Home Care, tais como: internamento domiciliar de saúde, atendimento domiciliar de saúde, assistência domiciliar de saúde, e, outros usos que podem causar confusão entre os usuários desta modalidade, por não terem certeza de qual terminologia que realmente descreve os serviços que estão contratando. Home Care é uma denominação para a empresa que oferece todos os serviços acima citados e muitos outros.
Outro erro comum e que nos leva a ouvir críticas que o Home Care não funciona por ser sinônimo de assistencialismo, ou que um determinado paciente não está qualificado para os serviços de Home Care, quando na verdade, o que se quer realmente dizer, é que a fonte pagadora não dá cobertura para um serviço ou produto específico oferecido pela empresa de Home Care, por não ter este tipo de benefício previsto em contrato com o usuário.
O ministério da saúde publicou a Lei No 8.080/90 em seu Art. 19-I, expõe, “São estabelecidos, no âmbito do Sistema Único de Saúde, o atendimento domiciliar e a internação domiciliar.A partir desta publicação o home care se tornaria Atendimento domiciliar e internação domiciliar. Ate que o COREN-SP resolveu personalizar o termo e lançou em sua decisão, a terminologia “Atendimento de Enfermagem Domiciliar – Home Care”. A partir daquele momento, o home care já não era mais tão somente atendimento e ou internação domiciliar, porém atendimento de enfermagem domiciliar. Depois, em 2001, a Resolução COFEN nº 267/2001 “Enfermagem em domicílio-Home Care”. Em abril de 2002 a Resolução COFEN Nº 270/2002, refere-se ao home care como “Serviços de Enfermagem Domiciliar – Home Care”, Em 12 de novembro de 2002, em sua Resolução de nº 386, O Conselho Federal de Farmácia refere-se ao home care como “assistência domiciliar”., em 26 de janeiro de 2006 a ANVISA RDC Nº11,refere-se ao home care como “Atenção Domiciliar”. Considerando que a terminologia oficial apresentada, ou seja, atenção, internamento, atendimento, internação sequer explicita que tipo de serviço, o qual poderia ser atenção odontológica, advocatícia, etc., resta-nos analisar a terminologia original (home care) em busca de algum sentido prático:
Home care é um termo amplo que descreve uma grande variedade de serviços relacionados com a saúde e que são executados em um ambiente residencial.
Porém, no Brasil, observam-se o termo home care sendo utilizado por advogados, encanadores, dentistas, veterinários, sapateiros e outros.
O termo home care deveria ser utilizado apenas para referir-se a um serviço de saúde que conta com um trabalho multi e inter disciplinar. O home care é disponível às pessoas de todas as idades, tenham elas condições agudas ou crônicas, sejam elas pessoas com deficiências físicas ou não, e também, aos pacientes com condições terminais.
A equipe de uma empresa de home care trabalha com o paciente e sua família na educação a respeito de suas condições e ou patologias, e na capacitação dos mesmos a respeito das tarefas necessárias para cuidarem do paciente com segurança no ambiente do lar, e até mesmo chegar a um nível maior de independência.
Assim sendo temos: Profissional home-care, tem a função de administrar medicações que uma pessoa sem formação não pode fazer, como por exemplos, injeções, medicamentos, exercícios, atividades, exames, análises entre outros. Com o objetivo de manter o paciente em vida e recuperando-se cada vez mais. Ja o Cuidador, tem como finalidade visar pelo bem-estar, sendo ele os braços, pernas e corpo do paciente. Os trabalhos desenvolvidos então relacionados à higiene pessoal, alimentação, necessidades básicas, vestimentas, companhia entre outros.
homeseniors@homeseniors.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário